Comunicado sobre a expansão do Metropolitano

3618

NOTA SOBRE A EXPANSÃO DO METRO

Na sequência das recentes declarações do Presidente do Conselho de Administração do Metro de Lisboa, a Junta de Freguesia da União das Freguesias de Pontinha e Famões reitera a sua posição sobre o impacto das versões apresentadas nas estações de Pontinha e Senhor Roubado e Odivelas, rejeitando um modelo que não acautele as necessidades da população afetada e que temos vindo a defender.

Conhecida a versão preliminar apresentada em maio foi logo transmitida a nossa oposição e sublinhada, em articulação com a CMO, a necessidade de garantir que ficarão acauteladas as necessidades das populações do concelho de Odivelas nomeadamente da União de Freguesias de Pontinha e Famões no acesso ao centro da cidade de Lisboa (espelhadas na planta que aqui anexamos): 

– A exploração da Linha Amarela deve continuar a assegurar o percurso até ao centro da cidade, convivendo com a linha circular em parte do percurso, e garantindo o movimento pendular essencial à mobilidade em transportes públicos;

– A Linha Vermelha deve ser prolongada até ao Campo Grande, passando depois por Telheiras, em direção à Pontinha, assegurando acesso mais rápido ao Aeroporto e ao Parque das Nações e a ligação direta à linha azul, evitando isolar Telheiras da rede, assim como garantindo um melhor e mais rápido acesso à infraestrutura de Lazer (Feira Popular e Parque Urbano) situada nos limites de Carnide e Pontinha, promovendo deste modo um menor fluxo de utilização de viaturas próprias.

Não aceitamos, pois, que seja dado por concluído o debate em torno desta questão de exploração e, com outras Juntas de Freguesia afetadas, solicitámos reunião urgente com o Metropolitano.

Promoveremos ainda, no mês de abril, sessão pública com a população, em data a indicar nos canais habituais, sobre este tema e sobre outras questões de transportes e mobilidade, no Salão Nobre da Junta de Freguesia.

A Junta de Freguesia da União das Freguesias de Pontinha e Famões

Ver Comunicado